Falso evangelho no fim dos tempos

Com um discurso doce, agradável e de uma aparente saciedade espiritual, assim tem sido o evangelho apóstata e herético em muitos lugares.  Com um ingrediente viciante chamado “prosperidade material” muitas comunidades cristãs tem esquecido da essência evangélica da abnegação e do amor altruísta e se misturado no perigoso caminho do evangelho chocolate como diz Pastor Max Pond.

Esse evangelho chocolate que é pregado  enfatiza muito o “ter” e não o “ser” do cristão, o individualismo ao invés do altruísmo. Acaba com as campanhas de facilidade , de certa forma,  incentivando o amor ao dinheiro e a riqueza (avareza).  Como disse Pr. Max Pond o culto de missões tem sido substituído  por cultos para empresários, pois esses são muito mais vantajoso$. E assim como o chocolate traz sérios problemas para o coração do homem, este evangelho chocolate também traz consigo sérios prejuízos ao coração de Deus nesta Terra, ou seja, o  Corpo de Cristo.

Na verdade todas essas coisas mostram de fato o tempo que estamos vivendo e o perigo da apostasia e das heresia na Igreja nesses últimos dias.

Segundo o dicionário a palavra apostasia significa no original grego “estar longe” ou se afastar.

Esta apostasia, então nos afasta, ou seja, nos deixa longe daquilo que é o verdadeiro evangelho e o real ensinamento de nosso Senhor Jesus Cristo.

Pedro em sua segunda carta, cita que muitas pessoas ,nos últimos dias serão como animais irracionais, “seguindo sua própria natureza: , sendo presos e mortos, blasfemando o que não entendem e perecendo na sua corrupção(2 Pe 2;12).

Mostra nessa carta o surgimento de falsos mestre e profetas, trazendo heresias e perdição trazendo repentina destruição, blasfemando assim o caminho da verdade. Também diz que por “avareza” farão negócio de vós com palavra fingidas(2 Pe 2:3).

O que temos visto hoje são muitas pessoas combatendo o caminho da verdade que está contido nas Sagradas Escrituras, principalmente muitos grupos querem que a Bíblia se enquadre em suas concupiscências. Existem grupos que chamam a Bíblia de antiquada e “blasfemam” contra a verdade. A palavra de Deus atesta que assim como Deus não perdoou os anjos que pecaram, nem o mundo antigo e condenou Sodoma e Gomorra, assim será “reduzido as cinzas” aqueles que vivem impiamente recebendo o galardão da injustiça (2 Pe 2:4-13). E essa palavra é para aqueles que estão fora como dentro de Igreja.

“Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;” (I Timóteo 4 : 1).

Quando Paulo escreveu a Timóteo citou certos ensinos que tinham o intuito de destruir a base familiar, apoiando ações egoístas e carnais. Ensinos cheios de sabedoria humana, mas não segundo as Escrituras. Ensinos esses que parecem ser espirituais, mas que levam a morte espiritual , pois fazem as pessoas desejarem e buscarem satisfazer as suas vis concupiscências. Como diz as Escrituras:

Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis. Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios, sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem, traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder. Afaste-se desses também. São esses os que se introduzem pelas casas e conquistam mulheres instáveis sobrecarregadas de pecados, as quais se deixam levar por toda espécie de desejos. Elas estão sempre aprendendo, mas jamais conseguem chegar ao conhecimento da verdade. 
(2 Timóteo 3:1-7)

Paulo diz que nesse tempo as pessoas serão materialistas. O grande escritor Charles Swindoll em seu livro; “Como viver acima da mediocridade” diz que os 4 terríveis perigos do sistema mundano estão baseados em 4 p´s  : Poder, Prazer, Prestígio e Posses.

Este falso evangelho que tem se pregado ressalta justamente isso em detrimento da verdadeira riqueza como diz o Senhor Jesus:

Ordene aos que são ricos no presente mundo que não sejam arrogantes, nem ponham sua esperança na incerteza da riqueza, mas em Deus, que de tudo nos provê ricamente, para a nossa satisfação.(1 Tm 6;17)

Vemos isso nitidamente quando os cultos das bençãos vivem sempre lotados, enquanto os da escola bíblica cada vez com mais escasso de pessoas.

Por quê isso ?

Simples.  As palavras pregadas no culto das bençãos são “doces”, como chocolate e atraem um grande número “consumidores” vazios  sem precisar transformá-los em crentes. A palavra pregada nesses cultos são recheadas de psicologia positiva, auto-ajuda e motivação, mas são poucas efetivas no que se refere a verdadeira transformação do cristão.

Já as escolas bíblicas e o ensino cristão atraem o inverso, pessoas que desejam se comprometer com Deus e saber mais de Sua palavra e Sua Vontade. Nas escola bíblicas a mensagem na maioria das vezes não costuma ser doce ou se valer da eloquência, mas do conhecimento bíblico(onde muitos mensageiros se perdem). Conheci, inclusive  alguns ministros da prosperidade que se negam a ir a escolas bíblicas de onde congregam , pois dão a desculpa de serem monótonas. A realidade é que são nesses estudos que se percebem o quanto o evangelho chocolate não serve para alimentar.  São nesses estudos que toda auto-suficiência , mundanismo e falsa humildade cai por terra.  Nesse lugar a mensagem e o estudo não servem para agradar, para massagear ego, mas para instruir a pessoa a viver como uma nova criatura. É nesse lugar onde as bases cristãs são lançadas e onde muitas pessoas são confrontadas com seu modo ímpio de viver. É no estudo bíblico que aprendemos o valor da oração, a importância da abnegação (carregar a cruz e seguir Jesus) e o viver em comunhão, tanto com Deus, quanto aos homens.

Meu profundo desejo é que este estudo sirva para que muitas  possam identificar se não estão ou não neste evangelho de chocolate .  Também é meu desejo que a cada dia muitos possam se  firmar em Deus e com isso se afastar desse tipo de mensagem, que na realidade é nociva, apóstata e herética.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *